villaggio café


  • Disco
  • Ano
  • Gravadora
  • Música
  • Villaggio Café - 10 Anos (ao vivo)
  • 2003
  • Lua Discos / MCD Worls Music
  • Som de Prata


Som de Prata
Moacyr Luz / Paulo César Pinheiro

Nasceu no Rio de Janeiro
Dia do Santo Guerreiro
Naquele Tempo que passou
Foi o maior mestre do choro
Tinha um coração de ouro
E que bom compositor!
Foi Carinhoso e foi Ingênuo
E na roda dos boêmios
Sua flauta era a rainha

E em samba, choro e serenata
Como era doce o som de prata, dotô
Que a flauta tinha
O embaixador dessa cidade
Meu Deus do céu, mas que saudade que dá
Do velho Pixinguinha

Veio da Terra de Zambi, sangue de malê
De uma falange do Rei Nagô
Filho de Ogum, de São Jorge no Batuquejê
de Benguelê, de Iaô
Rainha Ginga
É que sua avó era africana
A rezadeira de Aruanda, vovó
Vovó Cambinda
Só quem morre dentro de uma igreja
Vira Orixá, louvado seja o sinhô,
Meu Santo Pixinguinha

Ele é de Benguelê
Ele é de Iaô
É do batuquejê
Ele é do Rei Nagô
É sangue de malê
É santo, sim “sinhô”


participações